Dublagem: vozes que marcam gerações

Em tempos em que muita gente critica a dublagem, que legendado é mil vezes melhor e blá-blá-blá, muitos não se dão conta que a grande maioria dos personagens que marcaram suas vidas foram feitos por atores nacionais.

Sempre gostei da dublagem, desde que bem feita, com bons profissionais e estúdios sérios. E também quando é levada a sério pelas distribuidoras, que de vez em quando trocam a voz dos personagens de sucesso. Acredito que muitos dos que reclamam o fazem por estar acostumados com a voz original de uma determinada série ou de um ator. É improvável que um brasileiro prefira alguma série que faz parte da sua história, como Freakazoid, Dragon Ball Z ou até mesmo Os Simpsons e o Scooby Doo, na versão original com legendas.

Há algumas horas, estava zappeando de canal quando me deparei com um especial bacana da HBO sobre dublagem. Fiz questão de sair da TV do meu quarto e assistir na sala. Um vídeo muito bem produzido, com diversas gerações de dubladores, em um reconhecimento mais do que merecido. Mais do que representar uma tradução, fazem uma versão nacional que marcam gerações de espectadores nas salas de casa ou do cinema.

Dentre os profissionais, participam Guilherme Briggs (um dos meus preferidos, a voz de Freakazoid e Cosmo – d’Os Padrinhos Mágicos), Orlando Drummond (Scooby Doo, Popeye, e recentemente a Múmia do Aqua Teen) e Wendell Bezerra (Bob Esponja e Goku, de Dragon Ball Z). Consegui achar o especial na íntegra. Vale a pena assistir!

1 comentário

  • Não acredito em preconceito contra os dubladores, porém quem gosta de filmes legendados leva em consideração que a voz é um importantíssimo elemento na interpretação. As vezes, porém, a dublagem fica melhor que o original. É o caso de Homer Simpson.

    Responder

Deixe uma resposta

FOLLOW ME

  • Twitter
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Flickr
  • YouTube
  • Google+
  • Campuse.ro
  • RSS