Jornal A Tribuna de Santos – Projeto Jovem Jornalista (2006)

Portifolio - Jornal A Tribuna de Santos, dez/2006, Projeto Jovem Jornalista - Esporte Adaptado

Transcrição: Atleta vive expectativa de ir ao Mundial

Alexandre Lopes / Matheus Henrique Misumoto

Parecia que tudo estava perdido, quando, aos 4 anos, Gilmar Ribeiro dos Santos, 31 anos, foi vítima de catarata. Somada a um erro médico e à falta de instrução da família, essa doença fez com que ele perdesse completamente a visão no olho direito e ficasse com apenas 5% da capacidade no esquerdo.

No início, parecia que os sonhos de Gilmar iriam por água abaixo e que o desejo de se tornar atleta se tornaria impossível. ‘‘Eu sempre quis ser atleta, jogador de futebol, mas, devido à minha deficiência visual, não tive essa possibilidade’’.

Gilmar não poderia imaginar que, com o passar dos anos, se tornaria um atleta de ponta por meio do goalball, esporte criado exclusivamente para deficientes visuais. No início, quando conheceu o esporte, ele não demonstrou interesse, pois o que queria mesmo era jogar futsal. Mas, algum tempo depois, se encontrou no esporte. ‘‘Faz sete anos que pratico o goalball. Me realizo como atleta por meio desse esporte. Hoje, o goalball é tudo para mim’’.

Gilmar dos Santos é titular da equipe masculina de goalball do Lar das Moças Cegas. O time santista conquistou o vice-campeonato brasileiro deste ano e é considerado um dos mais fortes do País na modalidade. A atuação de Gilmar, especialmente em 2004, quando foi artilheiro da competição nacional e regional, garantiu sua convocação para a seleção brasileira, em 2005.

Com a aproximação dos Jogos Mundiais IBSA (International Blind Sports Federation), que serão realizados no ano que vem em São Paulo e em São Caetano, ele vive a expectativa da convocação. A Associação Brasileira de Desportos para Cegos realizará uma pré-convocação de nove jogadores, dos quais seis representarão o Brasil. A data ainda não foi definida.

Segundo o treinador da equipe do Lar das Moças Cegas, Danilo Rong, Gilmar tem qualidade para fazer parte de qualquer time, inclusive da seleção. ‘‘Se eu fosse técnico, o Gilmar não ficaria de fora nunca. Além de ser um jogador excepcional, é um atleta que agrega e ajuda a equipe. Ele faz a diferença’’, afirmou.

Entre os 15

O Mundial reunirá as melhores equipes de goalball do Planeta. Além disso, modalidades como futebol, atletismo e natação também serão disputadas. Para Gilmar, o Brasil está entre os 15 melhores do mundo no esporte. ‘‘Os principais times estão na Europa, porque eles realizam vários campeonatos por ano. Aqui só participamos de duas competições por ano: o Nacional e o da Região Sudeste’’, relatou.

Além de integrar a seleção nacional nos torneios mais importantes do Planeta, o atleta também busca outros tipos de realizações, como cuidar de seu filho e de sua mulher. ‘‘Fora isso, meu objetivo é ser campeão brasileiro com o Lar das Moças Cegas este ano. Estamos treinando para isso’’, garantiu.

Jornal A Tribuna de Santos, 16 de dezembro de 2006.

FOLLOW ME

  • Twitter
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Flickr
  • YouTube
  • Google+
  • Campuse.ro
  • RSS